Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As dicas da Ba

Um blog 360º com dicas e sugestões para as diferentes áreas da vida.

Mafalda Pinto Leite: O meu melhor investimento foi "a educação dos meus filhos"

Ba 29.04.13
É uma das chefs de cozinha portuguesas mais conceituadas. Mafalda Pinto Leite é conhecida por criar pratos simples e práticos, além de recorrer frequentemente a refeições vegetarianas. 

Depois de aos 18 anos ter rumado para a Escócia, onde trabalhou numa cozinha vegetariana, Mafalda seguiu para Nova Iorque para tirar o curso de chefe no Natural Gourmet Institute For Health & Culinary Arts. 

Na Califórnia trabalhou no Chez Panisse, tido pela revista Gourmet como uns dos melhores restaurantes dos EUA. Em 2000, foi para Londres, fazendo parte da equipa do Monte’s, onde Jamie Olivier era consultor e Ben O’Donoghue, chefe. 

A convite do último foi chefe na Books for Cooks, uma livraria gastronómica cujas receitas são executadas na parte de trás da loja.


Desde que regressou a Portugal em 2005 Mafalda já editou vários livros e apresentou o próprio programa de televisão na SIC "Dias com Mafalda".

Atualmente, quem quiser ir acompanhando o seu trabalho pode fazê-lo através da página do Facebook "Dias com Mafalda".

Em entrevista ao Blog "As Dicas da Bá", a chef Mafalda Pinto Leite explicou como consegue gerir o orçamento de uma família com três filhos, e descreveu quais os principais desafios. Leia a entrevista:

Qual a sua relação com o dinheiro?
Eu não sou muito consumidora. Dou prioridade a coisas que os miúdos precisam. Por isso tenho uma boa relação com o dinheiro: gasto o que é necessario e poupo sempre o máximo que consigo.

O que costuma trazer sempre na carteira?
Cartões de utentes dos meus filhos, identificação, cartões de desconto e uma fotografia do meu marido.

Com três filhos qual o principal desafio na gestão do orçamento familiar?
A comida não é um problema. O pior é a roupa, dada a velocidade com que crescem. Parece que todas as estações nada cabe.

O que comprou com o primeiro ordenado?
Tiramisu. Cada final do mês eu e a minha melhor amiga, que trabalhava no mesmo restaurante que eu, íamos a um restaurante italiano mais chique e pedíamos só um tiramisu. Era tão bom! E sentiamo-nos tão crescidas...

Qual o objecto que não venderia por dinheiro nenhum?
Fotografias das minhas avós, as minhas kitchenaids e alguns livros de cozinha.

O que faria se ganhasse o Euromilhões?
Levava os meus filhos ao Six Flags (um parque de diversões na Califórnia, nos EUA). Era uma desculpa para rever as minhas amigas do curso de cozinha e ir a um sítio que adoro. E claro, pagava todas as minhas contas e tentava ajudar quem precisasse.

Qual o melhor investimento que já fez?
A educação dos meus filhos.

Qual o montante que a faria deixar de trabalhar?
Eu adoro criar, cozinhar e fotografar. Penso que não seria feliz se deixasse de fazer o que faço.

Há quem afirme que comer bem é caro. Concorda com a afirmação?
Não! Com 3 filhos fica um pouco caro ir comer fora e, cada vez que o faço , raramente não fico desiludida. Não há nada melhor do que uma refeição feita em casa, com amor e dedicação. É preciso saber escolher os ingredientes. Não é numa loja gourmet que vamos encontrar o melhor, mas sim na praça, no mercado.

Se lhe pedissem para eleger uma receita para uma família que custasse até 5 ou 10 euros, o que escolheria?
Há tantas...desde peixe no forno com legumes, molho branco e batatas até panquecas salgadas com legumes e fiambre (se desejar), ou rolo de carne com legumes e arroz integral. Sou perita em “fazer render” a comida. Tento sempre fazer um prato que seja saudável (que contenha pelo menos 3 legumes de cor diferente), uma proteína (desde carne, peixe ou feijão) e com ingredientes de qualidade mas a um preço acessível. 

Leia mais entrevistas e acompanhe "As Dicas da Bá" também no Facebook. Clique aqui e faça 'like' da página.