Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As dicas da Ba

Um blog 360º com dicas e sugestões para as diferentes áreas da vida.

As 10 coisas que mais valorizo num carro

Ba 09.05.16

2016-Motor-Trend-Car-of-the-Year.jpg

Eu gosto de carros e adoro conduzir. Para quem não sabe, enquanto jornalista, tive oportunidade de também escrever sobre automóveis e fazer vários testes drives. Experimentei vários carros, de vários segmentos, com diferentes performances e para várias bolsas. Já conduzi nalguns autódromos, estive em Le Mans, usufrui de momentos em carros de corrida como co-pilota de profissionais em pista. E posso dizer-vos, meus amigos, que aquilo sim, é adrenalina. Ainda há uns dias estive a lembrar-me de umas viagens que fiz para experimentar alguns carros bem catitias. E o meu marido sempre se roeu de inveja, que ele também é amante das 4 rodas. E das 2 também. Em todo o caso ainda há alguns na minha wish list que tenho de resolver. 

 

Escusado será dizer que, nestas viagens de jornalistas de vários países, praticamente em 99% das vezes, não há mulheres (pelo menos era assim no meu tempo. Se calhar agora é só 95%). Lembro-me de há uns anos, nos primeiros eventos automóveis, chegar e ficarem todos a olhar para mim. Do género: "Olha a miúda, coitada. Não deve perceber nada disto". Uma vez, numa viagem com a Porsche, a Espanha, lembro-me de ter tido uma "claque" de portugueses e espanhóis (só homens, claro) a apostarem em quantos pinos eu mandava abaixo. Aquilo era uma risota pegada.

 

Entrei no carro juntamente com outro jornalista português, e que era assim mais calminho. Ele começou a notar a minha cara séria e de concentração. E só me dizia: "Ó menina, não ligue ao que eles dizem. Vamos com calma e devagarinho". Mas eu já estava com a visão em túnel à espera só de ver no canto do olho baixarem a bandeirola. E quando ela baixou meus amigos, cavalos para que vos quero. O meu querido colega ficou pregado, não respirou durante o circuito todo. Eu só pensava que tinha de defender a honra das mulheres. Depois de ter deixado os pinos intactos (houve lá um que só não caiu porque o vento devia estar de sul), de ter deixado o meu co-piloto colado ao banco e de ter feito um dos melhores tempos, saí do carro com todo o meu ego em máximos históricos e só disse: "Nunca duvidem de uma mulher portuguesa ao volante!" Minhas amigas, o orgulho que eu senti. Estava mais inchada que um perú no Natal. Acho que foi a partir daquele dia que ganhei o respeito dos meus pares masculinos. Sim, que esta coisa que as mulheres são umas azelhas a conduzir é algo que me dana. Há homens azelhas, e mulheres azelhas. 

 

Eu conheço muitas mulheres que gostam de automóveis e percebem da poda. Sim, não gostamos só trapos e maquilhagem (apesar que uns bons sapatos e boa makeup fazerem uma mulher nova, adiante...). Estava em conversa com o meu Pedro e começámos a fazer uma lista das 10 coisas que mais gostamos, e valorizamos, num carro. E eu cheguei a esta lista:

 

1) Gastar pouco combustível. O ideal é que o carro seja poupadinho. Claro que depende muito da forma como conduzimos, da velocidade ou se fazemos mais cidade ou auto-estrada, por exemplo. Hoje em dia já há muita oferta de automóveis com boas prestações ao nível de consumo de combustível. E isso é um ponto que valorizo.

 

2) Jantes. Sim, é verdade, eu tenho uma pancada com jantes e pode ser suficiente para estragar um carro. Não vos consigo explicar assim em escrita o tipo de jantes que gosto ou não gosto. Mas aquelas jantes com muitos raios, por exemplo, digamos que, normalmente, não reúnem a minha preferência. E é importante porque, gostando de jantes grandes (por exemplo, 17 polegadas), se não vier de série pode ser um custo elevado. Portanto, as jantes têm de criar harmonia no carro e no bolso. 

 

3) Potência/performance. O mesmo é dizer: cavalos e binário. O carro tem de andar. Tem de ser despachado. Não gosto de carros molengões. E podem dizer: "Mas para que é queres um carro que ande muito se não podes andar a mais de 120km/h?". Porque um carro despachado não é só para andar a grandes velocidades. O prazer de conduzir está em ter ali os cavalos todos disponíveis. Porque há carros que até têm muitos cavalos mas depois o binário é uma treta, logo são menos interessantes para conduzir.

 

4) Ser espaçoso entre os bancos. Ora bem, uma pessoa é alta, o marido é alto, os filhos para lá caminham. Logo, convém cabermos todos confortavelmente no carro. Eu e o Pedro já temos um ritual quando chegamos a um stand. Eu sento-me no banco da frente, ou ele, ajustamos o banco e outro tenta sentar-se atrás. Se não tiver espaço para as pernas já nem olhamos mais para o carro. Quando não havia filhos a conversa era outra, em todo o caso, se compro um carro com 4/5 lugares quero, no mínimo, que caibam lá as pessoas.

 

5) Arrumação interior. Este ponto é muito importante. Eu gosto de ter sítio para pôr as coisinhas todas. Seja o telemóvel, a água, as chaves, lenços, o que for. Gosto de ter muita arrumação. O pior que me pode acontecer num carro é ter, por exemplo, uma garrafa de água e não saber onde a colocar e ter de andar ali com a garrafa a rodar no chão. Muita arrumação é essencial.

 

6) Uma boa bagageira. Eu sempre valorizei o espaço da bagageira mas claro que, com filhos, esta passou a ser um ponto ainda mais importante. É que uma pessoa põe dois carrinhos de passeio na bagageira e já praticamente não consegue ir às compras. Então quando uma pessoa vai de férias, e eles são pequenos, ui ui... Acho que uma camião de TIR não era suficiente. E sim, eu sei que quando eramos pequenos cabíamos todos num micro carro. Por isso é que íamos todos esborrachados entre as bóias, malas e braçadeiras por estradas nacionais até à praia e sem ar-condicionado. Toda uma aventura! Eu até gosto de carros desportivos e descapotáveis - que têm micro-bagageiras - mas agora em versão família bagageira grande é ponto a favor. Depois quando crescerem já posso pôr os cabelos ao vento.

 

7) Equipamento de série. Este é um dos pontos mais importantes na hora de escolher um carro. É que há carros que eu ADORO mas que depois não trazem quase nada de série. Resultado? Quando começo a juntar os extras todos dava para levar 2 carros de outra marca. Claro que se me sair o Euromilhões este ítem salta. Simplesmente chego ponho o equipamento todo que quero e siga. Mas como ainda não sou Euromilionária este ponto tem um grande peso na escolha de um carro.

 

8) Design e qualidade dos materiais. O carro tem de ser bonito. Por norma gosto de carros com linhas arredondadas e estilizadas. Um carro que não me seja apelativo, em termos de design, muito dificilmente entra na lista dos favoritos. Além disso, a qualidade dos materiais também é algo que valorizo bastante. A primeira coisa que faço quando entro num carro é passar a mão pelo tablier, abrir e fechar os vários compartimentos, no fundo sentir a qualidade dos materiais. Já tive caso de carros que, em termos de design até gostava bastante mas depois a qualidade dos materiais era tão fraca que tive de os retirar da lista.

 

9) Dimensão. Eu gosto de carros grandes. Essa é a verdade. Eu também não sou pequenina, logo sinto-me melhor em carros grandes. Claro que na cidade ter um mais maneirinho, para estacionar, dá mais jeito, mas como faço também muita auto-estrada já posso ter carros maiores (bela desculpa). Agora que penso, podiam inventar um carro com uma plataforma móvel. Encolhia, para estacionar melhor na cidade, e depois podia expandir para as viagens maiores. Apanharam a dica senhores fabricantes de automóveis?

 

10) A cor. Eu sou muito monocromática nos carros, até porque depois penso sempre na parte de um dia quando quiser vender a cor pode ter influência se o carro é mais ou menos vendável. Em todo o caso já conduzi um Aston Martin azul bebé e também um amarelo, e se me tivessem dito: "Se quiseres podes levar esse". Nesse caso, acho que não me importava muito com a cor.

 

Depois é pegar nisto tudo e avaliar o custo/benefício, em função do budget. E vocês, o que mais gostam e valorizam num carro?

 

Acompanhe também a página do Facebook e o Instagram.

 

Para receberem todas as novidades em primeira mão podem subscrever por e-mail o blog.

14 comentários

Comentar post