Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As dicas da Ba

Um blog 360º com dicas e sugestões para as diferentes áreas da vida.

As 10 despesas que podem ajudá-lo a poupar no IRS

Ba 18.12.15

preencher IRS.jpg

Com o aproximar do final do ano já resta pouco tempo para conseguir poupar no IRS de 2015, cuja declaração será entregue em 2016.

 

Houve algumas alterações, em termos de deduções, relativamente ao ano anterior. Um ponto muito importante, para conseguir pagar menos IRS, ou até mesmo receber, é pedir faturas com o número de contribuinte (NIF). Só as faturas com NIF é que são consideradas válidas pelo Fisco. Por isso, sempre que fizer uma compra, peça fatura. Caso contrário não irá usufruir do benefício fiscal. A validação tem de ser feita no E-fatura até 15 de Fevereiro.

 

Fique a saber quais as despesas que pode deduzir no IRS:

 

1) Despesas Gerais Familiares

Esta categoria é nova para os contribuintes. São dedutíveis 35% do valor das despesas de qualquer elemento do agregado familiar até 250 euros por sujeito passivo (500 euros por casal). Incluem-se nesta categoria as despesas com supermercado, a conta da luz, água ou telefone.

 

2) Saúde

É possível deduzir no IRS 15% das despesas de qualquer elemento do agragado familiar até ao limite de 1000 euros. Os agregados familiares com três ou mais dependentes têm um aumento do limite de 125,77 euros por descendente.

 

3) Habitação

Podem deduzir-se 15% dos valores gastos em juros com o crédito à habitação até ao limite de 296 euros. Esta dedução é apenas válida para os empréstimos contratados até 31 de Dezembro de 2011. Quem comprou casa depois dessa data já não tem direito a esta dedução. Os contribuintes com casa arrendada podem deduzir 15% das rendas até ao limite de 502 euros.

 

4) Educação

Esta foi uma das categorias que também sofreu alterações. São dedutíveis 30% das despesas com educação feitas por qualquer elemento do agregado familiar até 800 euros mas apenas para as despesas isentas de IVA ou com IVA reduzido. As despesas que têm IVA máximo (23%) deixaram de entrar, o que significa que o material escolar (canetas, lápis, cadernos, etc) não contam para as despesas de educação.

 

5) IVA de faturas

São dedutíveis 15% do montante do IVA para uma dedução máxima de 250 euros por agregado familiar. As despesas aplicáveis são: restaurantes, cabeleireiros, reparação de automóveis e hotéis.

 

6) Pensões de alimentos

Também nesta categoria houve alterações. Os contribuintes podem deduzir 20% dos valores com pensões de alimentos, sem limite. No entanto, para ter direito ao benefício fiscal o pagamento das pensões tem de ser decretado por sentença judicial ou acordo homologado.

 

7) Lares

Pode deduzir 25% dos encargos com lares e apoio domiciliário até ao limite de 403,75 euros, que estejam isentos de IVA ou tributados à taxa reduzida.

 

8) PPR

São dedutíveis 20% dos valores aplicados em PPR. Embora com algumas limitações. Para quem tem menos de 35 anos: 20% do valor aplicado até ao limite de 400 euros; Para quem tem entre 35 e 50 anos pode deduzir 20% do valor aplicado até ao limite de 350 euros; Quem tem mais de 50 anos pode deduzir 20% até ao limite de 300 euros.

 

9) Donativos

São dedutíveis 25% dos donativos em dinheiro atribuídos a instituições sociais até ao limite de 15% da coleta. Os donativos destinados a instituições da administração central, reginal ou local, não têm limites.

 

10) Seguros de vida

São dedutíveis 25% dos valores dos prémios de seguros de vida com o limite de 15% da coleta do IRS para pessoas com deficiência.

 

Podem consultar mais informações aqui.

 

Leia ainda: Saiba onde tirar todas as dúvidas sobre o E-Fatura e IRS

 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2