Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As dicas da Ba

Um blog 360º com dicas e sugestões para as diferentes áreas da vida.

Já ouviram falar no Insanity?

Ba 07.04.15

trening-insanity.jpg

Já alguma vez ouviram falar no Insanity Workout? Trata-se de um programa de treinos que combina um conjunto de exercícios funcionais, de força e resistência, onde simplesmente é utilizado o nosso corpo. Nada mais. 

 

Este conjunto de exercícios permitem que possamos fazer o programa em casa bastando seguir o que o personal trainer Shaun T. nos diz. São 60 dias no total. Há aula todos os dias e descansa-se uma vez por semana. Seguindo o plano, e dando o nosso máximo, prometem resultados excelentes. Eu já tinha feito umas aulas uma vez e começava a sentir umas diferenças. Conheço também outras pessoas que fizeram e realmente ficaram bem.

 

Pois bem, aqui a vossa amiga depois de um par de bons meses sem se mexer. Muitas horas sentadas pediam que voltasse a fazer qualquer coisa (algumas delas nas cadeiras mega desconfortáveis do parlamento a ouvir infindáveis comissões de inquérito do BES). Afinal, a comissão já acabou e não havia desculpas. Posso não ter tempo para ir ao ginásio mas em casa tenho de arranjar qualquer coisa como 40 minutos a 1 hora para as aulas do Shaun T.

 

Pedi ao meu querido marido que colocasse os vídeos no meu computador e tracei o dia em que ía voltar ao exercício. Fui buscar o mini colchão já empoeirado e pus na sala. Trouxe a garrafa de água e uma toalha porque já sei que isto faz suar que não é brincadeira. Só me faltavam as pinturas na cara para parecer o Rambo numa nova missão especial.

 

E assim, na segunda-feira da semana passada, lancei-me aos exercícios. O primeiro vídeo é menor porque é quase um teste de avaliação física. Ao final de 5 minutos percebi a minha má forma física. Já estava, literalmente, com os bofes de fora e a suar em bica. "Raio do Shaun T. que dá cabo de mim". No final, tirando o facto de já quase querer deitar fora o que tinha comido, tudo indicava que estava no bom caminho. Indicava, sim... leram bem.

 

No dia seguinte é que foram elas. As dores nas costas começavam a acusar (e imaginar que não tinha feito nenhum exercício lombar específico). Mas estava decidida em avançar para a segunda aula. E lá fui eu. Reuni a parafernália toda na sala. E depois da pequenada adormecer lancei-me na tropa (sim, é como me sinto). No segundo dia o tempo total é mais longo, e o raio do Shaun T. e sus muxaxos deram mesmo cabo de mim. A zona lombar voltou a acusar. O facto de eu ser um pouco bruta e querer dar o máximo dos máximos se calhar não ajuda, sobretudo para quem não se mexia há meses.

 

O pior foi o dia seguinte. Oh meus amigos... eu quase que não me mexia de dores. Parecia que tinha levado uma tareia com um pau. Mal entrei no trabalho estranharam logo a maneira de andar. Tive de andar a alongar durante o dia mesmo na secretária.

 

Mas achava eu que parar era pior. Isto se continuar acaba por passar. Pois enganem-se. Ao terceiro dia de exercício as costas gritavam para que parar. Basicamente o facto de ter hiperlordose cervical não ajuda. Claro que eu devo reforçar ao máximo os músculos da zona lombar. O pior mesmo é parar de fazer exerício. Mas ao terceiro dia senti que se continuasse ia lesionar-me. Parei os exercícios a meio e acabei a noite a pôr Voltaren. Mas quem é que disse que aquilo faz bem? Quer dizer, até faz mas acho que vou ter de começar por outro lado. Vítor, meu querido PT, se me estás a ler eu sei que a culpa é por ter parado de fazer exercício. Mas a culpa é das comissões de inquérito.

 

Agora que já me sinto recuperada das costas estava decidida a voltar a correr (desde que o tempo ajude - que tempo é este?! - e os joelhos deixem). Sim, sim, eu sei que estou toda quinada. Mas foram muitos anos de competição e há mazelas antigas. Tenho de começar por algum lado. Até porque na alimentação já iniciei a mudança e está a resultar. Mas isso fica para um outro post ;)

 

Não estou a dizer que não façam Insanity ou outros tipo de exercícios. Mas tenham alguma moderação e oiçam o vosso corpo para evitarem lesões. 

 

Fica a dica!

8 comentários

Comentar post