Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As dicas da Ba

Um blog 360º com dicas e sugestões para as diferentes áreas da vida.

O número de filhos e o IRS

Ba 24.02.14


Já falta pouco para arrancar a época de entrega de IRS. A primeira fase de cada categoria é destinada à entrega em papel e a seguinte através da internet. Por norma entrego sempre via internet. Além de ser mais cómodo e prática, em termos de reembolso (quando este existe) é também mais rápido.

Nos últimos anos acabei por deixar mais para a fase final a entrega do IRS mas este ano já decidi que vou entregar logo no início.

Mas queria aproveitar este espaço para alertar alguns pais para uma situação: o número de filhos.

Esta semana estava já a começar a organizar a papelada toda, verificar as pastas das diferentes despesas, os recibos de vencimentos, etc. Foi então que reparei que no meu recibo indicava "1 dependente". Pensei que fosse um erro apenas daquele recibo por isso vou ver os anteriores. E lá estavam em todos "1 dependente". Acontece que fui mãe, pela segunda vez, em Abril do ano passado. Por isso, deveria constar no recibo "2 dependentes". Fui ao portal da empresa verificar como estavam os meus dados e lá estava o mesmo cenário "1 dependente".

Pode parecer uma coisa simples e sem importância, mas não é. É que por ter o segundo filho tenho uma redução da retenção na fonte de "1%". E o que é que significa na prática? Significa quase 10 euros por mês que tenho de receber a mais por causa desta "majoração".

Comecei logo a ficar paranoica e a pensar a confusão que ia ser na entrega de IRS. Primeiro porque as empresas já fecharam as contas de 2013 e não dá para fazer alterações. E depois como vai ser nas Finanças? Fiquei em pânico.

No dia seguinte de manhã lá fui eu falar com os recursos humanos para esclarecer. Pois bem, primeiro a culpa fui minha porque quando regressei ao trabalho esqueci-me de ir aos recursos humanos preencher um papel onde seria feita essa alteração. Em todo o caso disseram-me que as Finanças têm essa indicação (até porque estive de licença de maternidade) e que depois fazem o acerto.

Em todo o caso, para este ano lá me actualizaram a taxa de retenção na fonte e agora vou receber o acerto do início do ano e por mês mais 10 euros. É que pode parecer pouco mais ao final do ano são mais de 120 euros, o que já dá, por exemplo, para pagar o seguro do carro.

Por isso, fica o alerta para quem teve bebés. Verifiquem os vossos recibos e se a taxa de retenção da fonte está correcta.

Fica a dica.

Acompanhe "As Dicas da Bá" no Facebook e Instagram.

3 comentários

Comentar post