Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As dicas da Ba

Um blog 360º com dicas e sugestões para as diferentes áreas da vida.

Neste hotel as crianças não pagam. Nem estadia, nem refeições!

Ba 12.05.17

DSC_0060.JPG

Eu adoro viajar e passear. Seja dentro ou fora país, ou mesmo só dar um saltinho à cidade ao lado. Acredito que sairmos da rotina faz bem e é importante quer para o equilíbrio pessoal, como do casal e da própria família. Só não o fazemos mais porque o dinheiro e o tempo não esticam. Como já vos tinha falado uma vez aqui, sou apologista dos retiros a dois e também a quatro. Muitas vezes nem é preciso irmos para longe. Cá por casa gostamos de "turistas na própria cidade" e foi isso que fizemos recentemente. 

 

Já há muito tempo que não tínhamos um retiro fora de casa em família (não falo nas voltas de fim de semana), falo em passar o fim de semana a dormir fora de casa, o tal sair da rotina. Os nossos miúdos já começam a acompanhar-nos melhor nas saídas, como não fazem as sestas também há menos interrupções e já comem em qualquer sítio, e qualquer comida sem grandes fitas. 

 

Tínhamos algumas opções em mente mas também não queríamos gastar muito dinheiro, por isso resolvemos em ficar por perto, ou seja, em Lisboa. Já tínhamos ouvido falar num programa do Holiday Inn - uma das marcas que pertence ao InterContinental Hotels Group (IHG) - em que as crianças não pagam se ficarem com os pais. Isso pareceu-nos ouro sobre azul.

 

Para quem não sabe todas as unidades do Holiday Inn são amigas das famílias e oferecem o programa Kids Stay and Eat Free: as crianças até aos 12 anos, inclusive, não pagam, se partilharem o quarto com os pais, e podem comer gratuitamente a qualquer hora do dia, em qualquer restaurante do Holiday Inn. E existe menus especiais para as crianças. Claro que tivemos de ir experimentar. Mas já lá vamos.

FullSizeRender 20.jpg

Ficámos então um fim-de-semana no Holliday Inn® Lisboa, que eu ainda não conhecia, e que tem uma localização espetacular. Fica na Av. de António José de Almeida 28, que é basicamente a 5 minutos a pé do Saldanha e do Campo Pequeno. Aliás, nós quando fomos apanhar o metro até estávamos com dúvidas sobre qual seria mais perto. E para os miúdos foi toda uma animação andar de metro. O pequenino nunca tinha andado e estava assim num mix se curiosidade, medo e excitação.

 

Quando chegámos ao início da tarde para fazer check in foi vê-los a correr para uma mesinha que há perto da entrada e deixar logo as suas grandes obras de artes para exposição futura. Depois rumámos ao nono andar para ficar numa suite que tinha dois quartos, um com uma cama de casal, e outro com um sofá cama para os pequenos e que já estava pronto mal chegámos. Deixámos as bagagens e fomos explorar o hotel, até porque o meu filho mais velho já tinha ouvido falar que havia piscina.

 IMG_9975.JPG

FullSizeRender 8.jpg

IMG_9978.JPG

IMG_9981.JPG

FullSizeRender 17.jpg

A piscina fica no último andar e aquela vista vale tudo. Conseguimos ter uma visão de 360º sobre a cidade de Lisboa, mesmo ali a partir do coração da capital. Nesse dia tivemos imensa sorte porque, apesar de estar um ligeiro vento, estava imenso sol e calor. Claro está que os pequenos tiveram de ir molhar qualquer coisinha. 

FullSizeRender 22.jpg

Fica difícil resistir a um cenário destes (a foto está assim especialmente cortada porque não queria estar a apanhar os outros hóspedes).

FullSizeRender 19.jpg Depois demos corda aos sapatos e lá fomos nós ser turistas na própria cidade. Foi uma tarde em cheio e quando regressámos ao hotel os miúdos estavam cheios de fome. Claro que fomos aproveitar para ir conhecer o menu de crianças do restaurante e entre um hamburguer para o mais velho, esparguete à bolonhesa para o mais novo, leitão para o pai, e bife grelhado com salada para a mãe que continua de dieta, como bem sabem (#ManteroFoco)

FullSizeRender 18.jpg

FullSizeRender 15.jpg

FullSizeRender 14.jpg

FullSizeRender 21.jpg

Os miúdos adoraram tudo, desde a estadia à comida (tanto ao jantar, como ao pequeno-almoço) e todos os empregados foram super atenciosos. Para nós foi um fim de semana diferente em família e que soube lindamente. Felizmente como eles também dormiram até mais tarde deu para descansarmos os dois. 

IMG_0054.JPG

Tendo em conta que também há um Holiday Inn no Porto e outro no Algarve já andamos a ver algumas datas para ir explorar. E, neste caso, compensa irmos os 4 porque eles não pagam.

 

Antes disso, vou tratar de aderir o IHG® Rewards Club. Trata-se de um programa do grupo IHG, do qual faz parte o Holiday Inn entre outros hotéis, que permite a acumulação de pontos para trocar depois por descontos em estadias e outras regalias. Dizem eles: "Não gaste dinheiro, gaste pontos". A mim pareceu-me bastante apelativo. É da maneira que poupo na próxima viagem.

 

Fica a dica!

O Pai Natal de verdade em vossa casa!

Ba 15.12.16

SantaClaus.jpg

Este Natal pode surpreender os pequenos lá de casa com a visita do verdadeiro Pai Natal. E como? Apelando a todo o imaginário através de uma gravação que os vai mesmo fazer acreditar que o Pai Natal está a deixar os presentes.

 

A Indigo, produtora musical pioneira na criação de novas ideias e plataformas, e o ator Alfredo Brito, vão proporcionar-lhe a oportunidade de ouvirem o Pai Natal dentro da sua casa através de uma gravação, cujo download é gratuito e que também tem possibilidade de personalização dos nomes dos miúdos lá de casa.

 

Para a personalização basta fazer um donativo à Instituição Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro, e enviar um e-mail para a Índigo com o comprovativo e os nomes a colocar na mensagem. 

 

O que é preciso?

Para fazer parte desta experiência inovadora, os ingredientes necessários são um copo de vinho, uma fatia de Bolo-Rei e uma aparelhagem/coluna de som ligada ao telemóvel (no fundo qualquer coisa que permita ouvir o ficheiro de som), através da qual será possível ouvir o Pai Natal.

 

Depois as famílias terão apenas que seguir as instruções disponíveis no site do Natal Sound Experience:

 

1) Descarregar o ficheiro disponível aqui (os ficheiros têm 3 minutos de silêncio iniciais e só depois começa o som).

2) Na véspera, verificar qual o volume de som adequado para a sua casa.

3) Na Noite de Natal, colocar um copo de vinho e uma fatia de Bolo-Rei na mesa e dizer a toda a família que é para o Pai Natal.

4) Na altura de colocar o som, avisar: "Vem aí o Pai Natal!" e encaminhar toda a família para outra divisão da casa. Carregar no play da aparelhagem antes de sair da sala e, depois de ouvir um pequeno bip, a família tem 3 minutos de silêncio para se juntar.

5) O último adulto a deixar a sala bebe discretamente o vinho e dá uma dentada no bolo para “comprovar” a passagem do Pai Natal pela casa.

6) No final, deve esconder-se num quarto com toda a família em silêncio e aguardar pelo Pai Natal.

 

Para mais informações podem consulta este site

Download do ficheiro aqui.

Para mais informações sobre a Acreditar consultar: http://www.acreditar.org.pt/pt

 

Eu já estou a ensaiar onde vou deixar a coluna e depois estou a planear ficarmos a ouvir tudo na cozinha enquanto o Pai Natal deixa os presentes. Os miúdos vão adorar!

 

Fica a dica! Partilhem!

Os brinquedos favoritos de Natal

Ba 06.12.16

Screenshot 2016-12-05 22.59.26.png

Quem já tratou de todos os presentes este Natal? Vá, confessem lá que ainda vos falta um ou outro. Além do meu pai e do meu sogro, acho que os presentes que tenho mais dificuldade em escolher, nesta altura, são para os meus filhos. Até porque de 10 em 10 minutos eles mudam de ideias. Por eles tinham todos os brinquedos que aparecem nos folhetos que nos chegam a casa, mais aqueles que são sugeridos nos anúncios de internet ou da televisão. Até quando os levo à escola vão de orelha levantada e basta ouvirem na rádio qualquer palavra alusiva a Natal que começam logo a dizer que também gostavam de ter, ir ou afins.

 

Todos os anos cá por casa eles sabem que têm de escolher presentes para dar. Ambos já sabem que depois esses brinquedos são para os meninos que, infelizmente, têm menos do que nós. Fico feliz por serem eles próprios a lembrarem-se que têm de dar brinquedos a outros meninos mas claro que são crianças e, nesta altura (até por todo o apelo que existe), fazem pedidos.

 

Eu andava a pensar em arranjar uma pista de carros para o meu filho mais novo. Ele tem umas do irmão mas já são assim muito cromas com comandos, e para carros de corrida. Ele basicamente gosta de pôr os seus carrinhos num sítio íngreme e de os deixar escorregar. Muitas vezes até usa um colchão fininho de ginástica que tenho para fazer de rampa. No outro dia, estava a ver um vídeo qualquer no youtube e vi uma pista que era a ideal. Dei por mim a tirar rapidamente uma foto - antes que o anúncio terminasse - e fui investigar. E qual era? A Pista Cidade e Montanha Little People. Pensei para mim mesma: é esta! E não é que encontrei no mesmo site o presente para o mais velho. E perguntam vocês: o quê? O Hot Wheels Conjunto Desafio Épico. Sim, eu sei, é mais uma pista. É o que dá ter rapazes. 

 

Se ainda estão com dúvidas para a pequenada aproveitem e vejam o site Brinquedos Favoritos de Natal, da Mattel. Há para meninos e meninas, mais pequenos e maiores.

Fica a dica!

A festa de aniversário foi notícia!

Ba 03.11.16

Fachada.jpg

Todos os anos quando chega a altura do aniversário dos miúdos fico sempre na dúvida: onde fazer a festa, em casa ou num espaço? Já aqui tinha falado no blog que, nos últimos anos, comecei a optar por fazer fora de casa. Não só porque assim a pequenada não me vira a casa do avesso, como num espaço há outras brincadeiras e diversões, monitores a acompanhar os miúdos e comida já preparada. Resumindo, é só chegarem e divertirem-se. 

 

No ano passado, a agenda social do meu filho mais velho, em termos de aniversários e eventos, foi muito animada, como cheguei a descrever aqui. Resultado? Acho que conheci todos os espaços possíveis e imaginários, próximos de casa. Agora que penso, acho que só 2 ou 3 meninos é que repetiram os mesnos locais. Todos os outros foram sempre em sítios diferentes. 

 

Este ano marcou a entrada do meu mais velho no primeiro ano, ou seja, ano novo, amigos novos e, até ao momento, ainda não tinha havido nenhuma festa de aniversário dos coleguinhas de turma. Portanto, seria ele o primeiro a convidar os amigos e novos colegas para a festa de aniversário. Ainda fui ver o local do ano passado mas já não tinha para o dia e hora que queria. Já estava a ficar desanimada quando um amigo me sugeriu o News Museum.  

Screenshot 2016-10-29 22.20.58.png

Para quem não sabe, o News Museum é um museu de media e comunicação super interativo e que retrata a história - além de olhar também para o futuro - dos media e meios de comunicação. Tendo em conta que é filho de jornalista pensei que podia ser uma boa ideia. Liberdade de Imprensa.jpg

FullSizeRender (13).jpg

Eu não sabia que este museu organizava festas de aniversário, até porque pensava ser para crianças e jovens de idade mais avançada que o meu pequeno, mas fiquei a saber que era uma oferta recente e que se adaptava a várias idades, inclusivamente a uma criança de 6 anos.

Stop&Go.jpgDepois de tudo esclarecido com a Carolina (que foi incansável e a quem agradeço toda a organização) lá ficou marcado. O convite é feito por eles: uma capa de um jornal (escusado será dizer que achei um máximo) em que a manchete é a festa do aniversariante.

Desporto.jpg

No dia do aniversário, quando chegámos, os balões à entrada faziam anunciar que era a festa do meu pequeno. Todo o museu foi customizado. Ou seja, as perguntas que depois são feitas na zona que faz lembrar o "quem quer ser milionário" são sobre o aniversariante. As fotos no museu também são do aniversariante, os vídeos, tudo. Neste dia, o meu pequeno foi notícia!

Scoop.jpg

FullSizeRender (12).jpgEsta torre gigante, que conta com 69 televisões, em vez de estar a dar canais de notícias (sim, normalmente está sintonizada em 69 canais diferentes), neste dia passou fotos do meu filho. Foi muito engraçado ver a reação dele e dos amigos.

FullSizeRender (11).jpg 

NM4.jpg

O museu é muito interessante para pequenos e graúdos. Os miúdos gostam mais da parte do tocar, do ouvir, do filmar, os mais velhos recordam momentos emblemáticos, ficam a saber um pouco mais sobre alguns factos relevantes. É, de facto, um museu a visitar.

Screenshot 2016-10-29 22.21.24.png

NM2.jpg

Mas a zona que fez as delícias, e que foi eleita por todos como a mais gira, foi a realidade virtual. No dia seguinte, na escola, os miúdos só falavam disso. Foi mesmo muito giro.

Realidade Virtual.jpg

IMG_7678.JPG 

Para quem está com dúvidas sobre onde fazer a festa, recomendo vivamente. O espaço é grande, recente, os materiais são super didáticos e divertidos. Ah, e muito importante, o lanche é excelente. Eu estava com receio de não ser assim muito bom - porque há sítios que a comida é mesmo muito fraca e sem qualidade - e não é aqui o caso. Era ver adultos e crianças a deliciarem-se.

FullSizeRender (10).jpgAté o pai andou a ver se tinha jeito para ser jornalista. Se calhar é melhor continuar na área onde está :)

 

O News Museum fica em Sintra, no antigo Museu do Brinquedo, mesmo perto da Piriquita que tem os famosos travesseiros de Sintra.

 

Morada:

Rua Visconde de Monserrate, 26, 2710-591 Sintra. (Atenção que alguns GPS mandam para Colares porque também há uma rua com o mesmo nome. Este museu fica mesmo no centro de Sintra)

 

Reservas

+351 210 126 600 ou info@newsmuseum.pt

 

Mais informações:

+351 962 190 866 ou carolinamascarenhas@newsmuseum.pt

 

Fica a dica!

O maravilhoso mundo do regresso às aulas...

Ba 14.09.16

plastificar.jpg

Eu adoro o momento do regresso às aulas. Sempre gostei do recomeço, dos novos amigos, dos novos livros, cadernos, lápis coloridos, canetas, borrachas, blocos, réguas e todo o material que é necessário.

 

Depois de terminar a escola e começar a trabalhar houve aqui uma interrupção e deixou de haver assim grande pretexto para todos os meses de Setembro renovar as canetas (confesso que gostava sempre de aproveitar e comprar blocos porque adoro cadernos). Com os filhos há todo um novo mundo de material escolar a entrar novamente cá em casa. A parte menos engraçada é que agora sou eu a pagar.

 

Apesar de adorar tudo, a verdade é que também gosto de incentivar os miúdos a estimar o material para não se gastar dinheiro desnecessariamente. Por exemplo, as canetas Giotto do ano passado estavam impecáveis e foram aproveitadas. Agora que penso, que coisa é esta dos professores ora quererem canetas da mesma marca grossas, e de escrita fina, e de escrita média, e ponta para a esquerda e para a direita? Pediram lápis de marca e características diferentes e já não deu para aproveitar os do ano passado.

 

A verdade é que não basta ter um material. Isso queriam vocês. Há depois toda uma fase de trabalhos manuais. Após reunido todo o material escolar e os livros (que este ano tive sorte e consegui poupar algum porque os manuais do primeiro ano são gratuitos, como já vos tinha dito) há que marcar (aqui vai tudo corrido a caneta de acetato ou então etiquetas) e depois encadernar (ou plastificar, talvez seja este o termo mais correto).

 

Em miúda já plastificava os meus livros e agora continuo a tarefa mas para os filhos. Utilizo aquele papel autocolante transparente e já tenho toda uma técnica para não colar mal.

 

Este ano alinhei os livros dos miúdos (o mais novo tem poucos) e toca de aviar aquilo. Os primeiros três foram uma aventura porque os miúdos ainda estavam acordados e ficaram fascinados a ver-me fazer aquilo (até parece ciência ou qualquer coisa do género). Claro que depois com a brincadeira em menos de nada já tinha papéis e carrinhos por cima, bocados de cartão, enfim, toda uma parafernália de coisas ali perto da "área perigosa" (isto é, a zona autocolante). Depois de irem dormir lá me dediquei sozinha aos livros. O marido deixou um beijo de "boa sorte, diverte-te", ao que eu prontamente respondi: "eu até gosto de fazer isto. É um meu momento mindfulness". E ele apenas respondeu com um arrastado: "okkkkkk..." (como quem diz que eu não devia bater bem por gostar daquilo)

 

A verdade é que o meu momento mindfullness durou até ao 7º livro. Não só porque comecei a atividade tarde como o papel já era pouco. Resultado? Os últimos dois livros têm mais bolhas do que sei lá o quê e há três que ficaram sem papel. Passado mais de 1h30 à volta de materiais escolares já não estava a achar assim tão engraçado. E pensar que a professora do mais velho já pediu ajuda para destacar umas coisas dos livros. Já estou a imaginar o meu programa do próximo fim de semana. Ahhhh... a maravilha do regresso às aulas.

 

É por isso que há pais que se sentem assim:

 

Férias primeiro a 4 e depois a 2

Ba 28.04.16

ferias.jpg

O sol e o calor, finalmente, decidiram dar um ar da sua graça. E eu sou assim: não posso ver um bocadinho de sol e dá-me logo para começar a pensar em férias. Para já é mesmo só pensar. Cá em casa não há assim meio termo: ou planeamos tudo com muita atencedência ou deixamos para a última hora. Este ano até gostava de começar a planear com tempo, agora vamos ver se consigo passar das palavras à prática. 

 

No entanto, cá em casa há uma regra de ouro: sejam férias cá dentro ou lá fora, há sempre dois momentos. Primeiro vamos todos em família. Depois vamos só os dois. A sequência é mesmo esta. Até porque achamos que é melhor gastarmos logo as energias todas com a criançada e depois temos um momento só a dois. Sinto que, enquanto casal, é importante termos um momento só nosso.

 

No ano passado, apenas conseguimos tirar 3 dias sozinhos. Mas foi o suficiente para carregar baterias. Quem tem filhos sabe que os pais vivem naquele limbo entre: "agora só me apetecia era sossego, estar sem miúdos e fazer o que me apetece". E o: "só passaram dois dias sem eles e já estamos cheios de saudades". Parece um bocado esquizofrénico mas é ou não assim?

 

À medida que vão crescendo também as idas de férias já não implicam levar metade da casa às costas, e eles também já ficam um pouco mais autónomos (o que facilita um pouco a logística). Por isso ando a estudar locais que sejam giros e family friendly, o mesmo é dizer, que tenham atividades para os miúdos e coisas giras para fazerem. Se alguém tiver alguma sugestão venha ela. Eu depois partilho uma lista de locais para quem tiver interessado :)

 

Parabéns ao meu príncipe mais novo!

Ba 15.04.16

3 years birthday.jpg

 

Há 3 anos nasceu o meu príncipe mais novo. Há 3 anos passámos a ser 4 em casa. Há 3 anos que sei o que é ter dois rapazes aos piparotes em casa o tempo inteiro. Há 3 anos que a minha vida é mais rica. Há 3 anos que sou ainda mais feliz. Parabéns meu pequeno Príncipe! Que a vida te continue a sorrir, que tenhas muita saúde, amor, sucesso e, acima de tudo, que sejas imensamente feliz. E que nós, os papás, possamos acompanhar o teu crescimento e do mano. LY my baby boy!

Uma Academia de cozinha com workshops para as crianças

Ba 30.03.16

Academia (11).jpg

Academia Time Out, a funcionar no Time Out Market (Mercado da Ribeira) com a curadoria de Rodrigo Meneses, vai ter em Abril várias propostas disponíveis para os mais novos.

Das panquecas aos batidos, dos brownies de chocolates aos hamburgueres não faltam opções para os mais novos porem a mão na massa.

 

Masterkids: Panquecas & Batidos

Sábado, dia 2 de Abril, 16h; duração - 1h30, 25 euros (1 adulto + 1 criança) + 10 euros (+ 1 extra). Inclui workshop e lanche.

Se durante a semana, a pressa não deixa grande espaço para a criatividade no que toca aos lanches, é então o fim de semana a altura ideal de a pôr em acção. Miúdos e graúdos, ninguém resiste a umas deliciosas panquecas, e por isso mesmo, vamos ensinar a fazer as mais fofas e perfeitas panquecas de sempre. Para acompanhar, um batido de frutas, sempre tão versátil e fresco. No fim, escolha os seus toppings preferidos e lanche connosco na Academia Time Out.

 

Masterkids: O Melhor Brownie de Chocolate do Mundo

Domingo, dia 3 de Abril, 16h; duração - 1h30; 25 euros (1 adulto + 1 criança) + 10 euros (+ 1 extra). Inclui workshop e lanche.

Se está à procura daqueles Brownies de Chocolate que se se desfazem na boca, escusa de procurar mais. Traga os pequenos amantes de chocolate e aproveite esta manhã para aprender aquela que é a melhor receita de brownies de chocolate do mundo. Vamos ensinar-lhe todos os truques para os brownies mais pecaminosos, feitos com chocolate e cacau, para uma dose dupla de sabor.

 

Masterkids: Os Melhores Hambúrgueres de Sempre

Sábado, dia 16, 11h00; duração - 1h30; 25 euros (1 adulto + 1 criança) + 10 euros (+ 1 extra). Inclui workshop e almoço.

Miúdos e hambúrgueres é uma combinação clássica, feliz e cheia de sorrisos. Traga o entusiasmo deles para a cozinha e venham aprender a fazer o mais delicioso hambúrguer de todos, acompanhado pelas batatas mais saborosas. E no fim, deliciem-se com o mais fantástico hambúrguer de sempre, acompanhado por um colorido sumo de frutas. E no fim, há sempre uma recompensa bem doce.

  

Os bilhetes para os workshops podem ser adquiridos na bilheteira Time Out (piso 1 do Mercado da Ribeira) ou na Ticketline. Contactos da Academia Time Out: academia@timeout.pt ou 21 346 1199.

 

Fica a dica para os interessados!

Como fazer uma cama tipo casa da árvore

Ba 29.03.16

Screenshot 2016-03-29 13.53.19.png

 

Há pessoas que têm definitivamente o dom da bricolage. Este pai pegou em dois colchões, numa cómoda e nuns pedaços de madeira e transformou o quarto da pequenada em algo que todos gostávamos de ter tido (eu pelo menos): uma casa na árvore. Aqui é mais uma versão interior. Qual Mowgli na selva, qual quê. Está maravilhoso!

 

Para os aventureiros da bricolage, e do 'Do It Yourself" (DIY) - ou seja, "faça vocês mesmo" -,  fica aqui o vídeo com os passos todos de como foi tudo feito:

Fica a dica!