Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As dicas da Ba

Um blog 360º com dicas e sugestões para as diferentes áreas da vida.

Dica para as mães que querem comer um doce sossegadas

Ba 16.01.17

O vídeo desta mãe tem andado a correr as redes sociais e quem já passou por isso consegue ficar solidária com esta mãe. Às vezes só queremos um bocado se sossego para comermos as nossas gomas, o nosso doce sem ter de partilhar com ninguém, sem ninguém nos chatear. Então e qual é a dica desta mãe? Trancar-se na despensa. É isso mesmo. Ela trancou-se para comer descansada o seu doce. E mesmo assim os pequenos continuaram à espreita. Vejam o vídeo:

Quem já passou por isso ponha as mãos no ar? \o/

Os brinquedos favoritos de Natal

Ba 06.12.16

Screenshot 2016-12-05 22.59.26.png

Quem já tratou de todos os presentes este Natal? Vá, confessem lá que ainda vos falta um ou outro. Além do meu pai e do meu sogro, acho que os presentes que tenho mais dificuldade em escolher, nesta altura, são para os meus filhos. Até porque de 10 em 10 minutos eles mudam de ideias. Por eles tinham todos os brinquedos que aparecem nos folhetos que nos chegam a casa, mais aqueles que são sugeridos nos anúncios de internet ou da televisão. Até quando os levo à escola vão de orelha levantada e basta ouvirem na rádio qualquer palavra alusiva a Natal que começam logo a dizer que também gostavam de ter, ir ou afins.

 

Todos os anos cá por casa eles sabem que têm de escolher presentes para dar. Ambos já sabem que depois esses brinquedos são para os meninos que, infelizmente, têm menos do que nós. Fico feliz por serem eles próprios a lembrarem-se que têm de dar brinquedos a outros meninos mas claro que são crianças e, nesta altura (até por todo o apelo que existe), fazem pedidos.

 

Eu andava a pensar em arranjar uma pista de carros para o meu filho mais novo. Ele tem umas do irmão mas já são assim muito cromas com comandos, e para carros de corrida. Ele basicamente gosta de pôr os seus carrinhos num sítio íngreme e de os deixar escorregar. Muitas vezes até usa um colchão fininho de ginástica que tenho para fazer de rampa. No outro dia, estava a ver um vídeo qualquer no youtube e vi uma pista que era a ideal. Dei por mim a tirar rapidamente uma foto - antes que o anúncio terminasse - e fui investigar. E qual era? A Pista Cidade e Montanha Little People. Pensei para mim mesma: é esta! E não é que encontrei no mesmo site o presente para o mais velho. E perguntam vocês: o quê? O Hot Wheels Conjunto Desafio Épico. Sim, eu sei, é mais uma pista. É o que dá ter rapazes. 

 

Se ainda estão com dúvidas para a pequenada aproveitem e vejam o site Brinquedos Favoritos de Natal, da Mattel. Há para meninos e meninas, mais pequenos e maiores.

Fica a dica!

10 Dicas para se preparar para a Black Friday

Ba 21.11.16

blackfriday.jpg

O Dia de Ação de Graças, mais conhecido em inglês como Thanksgiving Day, é um feriado muito famoso nos Estados Unidos e é comemorado na 4ª quinta-feira do mês de Novembro. Mas não é só este dia que é famoso, também o dia seguinte é hoje uma das datas mais relevantes para os norte-americanos, sobretudo quando falamos de compras. Trata-se da Black Friday (sexta-feria negra, em português), o dia em que as lojas reduzem bastante os preços para comemorar o período de compras, que vai até o Natal. Estamos a falar de descontos que podem chegar aos 60%, 70%, 80%.

 

Em Portugal esta data tem vindo a ser adotada por cada vez mais marcas. Embora não tenha a mesma força que nos Estados Unidos, a verdade é que há cada vez mais lojas a aderirem e a praticarem descontos.

 

Em todo o caso há sempre estatégias para as compras neste dia. Deixo-vos aqui 10 dicas para se preparem para a próxima sexta-feira:

 

1) Faça uma lista. Esta é uma das regras de ouro no planeamento de todas compras e mesmo numa super sexta-feira de descontos isso não é excepção. Se tem presentes que pretende oferecer, se tem algum artigo em vista que precisa ou quer comprar aponte. Se possível, coloque logo à frente as lojas que lhe interessam.

 

2) Defina um orçamento. É essencial que não parta para as compras sem definir até quanto pode gastar. Num dia como este é muito fácil uma pessoa deixar-se entusiasmar e não só levar o que não necessita, como gastar mais do que poderia, deixando-se levar pelas oportunidades.

 

3) Arranje um parceiro com o mesmo espírito. Se está a pensar em ir às compras com o namorado/a, com a mãe ou uma amiga/o tenha a certeza que partilham o mesmo espírito, sob pena de estar a querer andar em algumas lojas e o seu parceiros de compras estar a querer ir embora. Além disso, ir com outra pessoa pode ser bom para travar alguns impulsos (a menos que a outra pessoa seja mais consumista - daí a importância das pessoas estarem alinhadas). Se achar que é melhor ir sozinho não se deixe seduzir pelos convites amigos.

 

4) Comece o dia cedo. Este é sempre um dia muito agitado e com várias ofertas e oportunidades, mas também com elevada procura. Se quer mesmo alguma coisa específica então comece cedo para garantir que o produto não esgota. Quanto mais cedo começar mais fácil será de organizar o dia e de conseguir encontrar o que pretende. 

 

5) Defina um trajeto. Se pretende ir a várias lojas é importante que faça o trabalho de casa e defina um roteiro por onde pretende começar. Verique a que lojas pretende ir e procure optimizar os trajetos.

 

6) Tenha atenção às redes sociais. As marcas estão cada vez mais ativas nas redes sociais e há várias campanhas que serão anunciadas através destas redes, quer para as compras em loja, quer para as compras online. Mantenha-se atento e aproveite para seguir antecipadamente as marcas e lojas que pretende visitar.

 

7) Verifique as oportunidades online. Há muitas marcas que vão lançar logo as campanhas à meia-noite online. Outras marcas têm peças que apenas têm desconto nas lojas online. Por essa razão, considere sempre verificar os preços online.

 

8) Compare os preços. Nestes dias que antecedem se já tem algum artigo debaixo de olho verifique agora o preço. Pode aproveitar para tirar uma foto ao preço em mais do que uma loja. Assim irá saber realmente qual o desconto aplicado, e se lhe compensa e qual a loja que está a fazer o melhor desconto.

 

9) Desconto e vouchers. Pode também acontecer que aquele artigo ou produto que tanto queria não estar em promoção. Nessa altura, se tiver algum voucher de desconto pode aproveitar. Algumas marcas, mesmo não aplicando descontos diretos, têm ofertas especiais para os clientes que têm cartão de fidelização. Por isso, mesmo que o seu artigo não esteja abrangido pelo Black Friday verique se tem alguma outra campanha associada. Por exemplo, na Agenda da Poupança encontra mais de 500 euros em vouchers de desconto.

 

10) Política de devoluções. Neste dia as lojas podem adoptar políticas de devoluções que podem ser diferentes das habituais, que devem estar visíveis. Em todo o caso, e para não ter nenhum dissabor, saiba qual a política em caso de devolução, nomedamente se lhe devolvem o dinheiro ou se tem de trocar por outro produto.

 

Ficam as dicas para os interessados!

Partilhem!

 

Acompanhem também a página do Facebook e o Instagram.

Quem tem miniaturas do Lidl?

Ba 18.11.16

landing_page_principal_09.09.jpg

O Lidl lançou uma coleção de miniaturas este ano que tem sido uma loucura entre pequenos e graúdos. Tenho muitos amigos que estão a fazer a coleção para os filhos e para eles próprios. E eu consigo perceber porque também adoro miniaturas de supermercado. Aliás, a propósito dos workshops que costumo dar em escolas para crianças já tenho vários materiais que incluem miniaturas do género. Estas têm particular graça porque são de marcas que todos conhecemos.

 

Eu confesso que tenho de tirar o chapéu ao departamento de marketing do Lidl porque encontrou aqui uma fórmula vencedora: envolver as crianças e as famílias. Recordam-se dos peluches vegetais e frutas? E das cartas de alimentos? A adesão tem sido enorme e eu tenho aquela sensação que todas as pessoas à minha volta aderem muito bem a estas iniciativas.

 

Pois bem, a campanha está a acabar o que significa que quem terminou a coleção está feliz e contente. Quem, como eu, ainda tem miniaturas em falta só tem uma alternativa: encontrar alguém para trocar ou alguma alma caridosa que já tenha terminado e esteja disposta a ceder os seus mini produtos para fazer outra família feliz (eu! eu! eu!). 

IMG_7989.JPG

Pelo que me disseram existiram alguns encontros que permitiram a muita gente conseguir terminar as coleções. Eu não apanhei esses dias portanto resta-me perguntas: quem tem por aí miniaturas do Lidl para a troca?

 

O nosso contributo para os patudos da UPPA

Ba 17.11.16

 

14691399_1078841378889805_1743125139936364088_o.jp

Conheci a Sandra Vicente, recentemente, a propósito de um projeto sobre mulheres inspiradoras que envolveu as mulheres do The Woffice.

 

Tal como vos dei a conhecer aqui, há cerca de nove anos a Sandra decidiu fundar, com a prima, a UPPA - União Para a Proteção dos Animais. O trabalho que têm feito nesta associação com os patudos – como a Sandra carinhosamente lhes chama – é verdadeiramente notável. Há amor em cada pedaço do albergue, um espaço onde os animais são tratados com todo o carinho e com condições bastante dignas. No entanto, como diz a Sandra, há sempre espaço para melhorar. E é aqui que podemos contar com toda a vossa ajuda, de uma forma bastante simples.

 

A Multipet lançou um passatempo na sua página de Facebook e a UPPA está a participar. Quem quisesse podia enviar uma frase publicitária alusiva à Multipet e aos animais. A frase com mais gostos na página Multipet é a vencedor e recebe 800 euros em produto à escolha (canil, gatil, viveiro ou desconto na aquisição de um estábulo).

 

A frase da UPPA está aqui. Passem por lá e ponham gusto. Os animais agradecem. Muito importante: também têm de gostar da página da Multipet, caso contrário a frase da UPPA não será válida.

Activia - Sandra Vicente - 038.jpg

 

(FOTO: AfterClick) 

A festa de aniversário foi notícia!

Ba 03.11.16

Fachada.jpg

Todos os anos quando chega a altura do aniversário dos miúdos fico sempre na dúvida: onde fazer a festa, em casa ou num espaço? Já aqui tinha falado no blog que, nos últimos anos, comecei a optar por fazer fora de casa. Não só porque assim a pequenada não me vira a casa do avesso, como num espaço há outras brincadeiras e diversões, monitores a acompanhar os miúdos e comida já preparada. Resumindo, é só chegarem e divertirem-se. 

 

No ano passado, a agenda social do meu filho mais velho, em termos de aniversários e eventos, foi muito animada, como cheguei a descrever aqui. Resultado? Acho que conheci todos os espaços possíveis e imaginários, próximos de casa. Agora que penso, acho que só 2 ou 3 meninos é que repetiram os mesnos locais. Todos os outros foram sempre em sítios diferentes. 

 

Este ano marcou a entrada do meu mais velho no primeiro ano, ou seja, ano novo, amigos novos e, até ao momento, ainda não tinha havido nenhuma festa de aniversário dos coleguinhas de turma. Portanto, seria ele o primeiro a convidar os amigos e novos colegas para a festa de aniversário. Ainda fui ver o local do ano passado mas já não tinha para o dia e hora que queria. Já estava a ficar desanimada quando um amigo me sugeriu o News Museum.  

Screenshot 2016-10-29 22.20.58.png

Para quem não sabe, o News Museum é um museu de media e comunicação super interativo e que retrata a história - além de olhar também para o futuro - dos media e meios de comunicação. Tendo em conta que é filho de jornalista pensei que podia ser uma boa ideia. Liberdade de Imprensa.jpg

FullSizeRender (13).jpg

Eu não sabia que este museu organizava festas de aniversário, até porque pensava ser para crianças e jovens de idade mais avançada que o meu pequeno, mas fiquei a saber que era uma oferta recente e que se adaptava a várias idades, inclusivamente a uma criança de 6 anos.

Stop&Go.jpgDepois de tudo esclarecido com a Carolina (que foi incansável e a quem agradeço toda a organização) lá ficou marcado. O convite é feito por eles: uma capa de um jornal (escusado será dizer que achei um máximo) em que a manchete é a festa do aniversariante.

Desporto.jpg

No dia do aniversário, quando chegámos, os balões à entrada faziam anunciar que era a festa do meu pequeno. Todo o museu foi customizado. Ou seja, as perguntas que depois são feitas na zona que faz lembrar o "quem quer ser milionário" são sobre o aniversariante. As fotos no museu também são do aniversariante, os vídeos, tudo. Neste dia, o meu pequeno foi notícia!

Scoop.jpg

FullSizeRender (12).jpgEsta torre gigante, que conta com 69 televisões, em vez de estar a dar canais de notícias (sim, normalmente está sintonizada em 69 canais diferentes), neste dia passou fotos do meu filho. Foi muito engraçado ver a reação dele e dos amigos.

FullSizeRender (11).jpg 

NM4.jpg

O museu é muito interessante para pequenos e graúdos. Os miúdos gostam mais da parte do tocar, do ouvir, do filmar, os mais velhos recordam momentos emblemáticos, ficam a saber um pouco mais sobre alguns factos relevantes. É, de facto, um museu a visitar.

Screenshot 2016-10-29 22.21.24.png

NM2.jpg

Mas a zona que fez as delícias, e que foi eleita por todos como a mais gira, foi a realidade virtual. No dia seguinte, na escola, os miúdos só falavam disso. Foi mesmo muito giro.

Realidade Virtual.jpg

IMG_7678.JPG 

Para quem está com dúvidas sobre onde fazer a festa, recomendo vivamente. O espaço é grande, recente, os materiais são super didáticos e divertidos. Ah, e muito importante, o lanche é excelente. Eu estava com receio de não ser assim muito bom - porque há sítios que a comida é mesmo muito fraca e sem qualidade - e não é aqui o caso. Era ver adultos e crianças a deliciarem-se.

FullSizeRender (10).jpgAté o pai andou a ver se tinha jeito para ser jornalista. Se calhar é melhor continuar na área onde está :)

 

O News Museum fica em Sintra, no antigo Museu do Brinquedo, mesmo perto da Piriquita que tem os famosos travesseiros de Sintra.

 

Morada:

Rua Visconde de Monserrate, 26, 2710-591 Sintra. (Atenção que alguns GPS mandam para Colares porque também há uma rua com o mesmo nome. Este museu fica mesmo no centro de Sintra)

 

Reservas

+351 210 126 600 ou info@newsmuseum.pt

 

Mais informações:

+351 962 190 866 ou carolinamascarenhas@newsmuseum.pt

 

Fica a dica!

Halloween ou Pão por Deus?

Ba 01.11.16

Halloween-Hero-1.jpeg

Todos os anos, a 1 de Novembro, é habitual as crianças irem pela manhã bater à porta da vizinhança a pedir o pão por Deus. Eu lembro-me de o fazer em miúda e muitos dos meus amigos. Havia quem desse mesmo pão, biscoitos, bolos, doces ou até mesmo dinheiro. Esta é a memória que tenho.

 

Num passado mais recente, as crianças começaram também a sair na véspera à noite, ou seja, no dia 31 de Outubro, dia de Halloween, para pedir doces sob o mote: "doce ou travessura?" Ou seja, ou as pessoas a quem tocam à porta dão um doce ou as crianças fazem uma partida. Nunca participei nas partidas de Halloween - uma tradição celta mas que foi mais ampliada pelos norte-americanos e que, atualmente, é a que serve cada vez mais de base em Portugal - mas todos os anos tocam-me à porta à noite.

 

Já li várias versões sobre qual é mesmo a origem do pão por Deus, e este artigo do DN retrata a mistura que começa a existir nas grandes cidades entre ambas as tradições. As crianças vão no dia 31 tocar às campanhias por causa do Halloween e, no dia 1 de Novembro, pelo Pão por Deus.

 

Confesso que ainda não sai para tocar a outras campainhas com os meus filhos mas estou sempre preparada para as crianças que me batem à porta. Normalmente comprou um docinhos e fico à espera deles. Ontem como tive um dia super ocupado quando estava a vir para casa estava um pouco triste porque, pela primeira vez, não tinha nenhum doce para dar aos miúdos. Mas quando cheguei a casa vi que o meu querido marido o tinha feito. Ele comprou uns miminhos para as crianças, porque também acha graça. E assim ontem logo pelas 20h a campainha começou a tocar. Hoje, dia 1, aguardamos a chegada dos primeiros miúdos. 

 

E vocês, participam no Halloween ou Pão por Deus?

O maravilhoso mundo do regresso às aulas...

Ba 14.09.16

plastificar.jpg

Eu adoro o momento do regresso às aulas. Sempre gostei do recomeço, dos novos amigos, dos novos livros, cadernos, lápis coloridos, canetas, borrachas, blocos, réguas e todo o material que é necessário.

 

Depois de terminar a escola e começar a trabalhar houve aqui uma interrupção e deixou de haver assim grande pretexto para todos os meses de Setembro renovar as canetas (confesso que gostava sempre de aproveitar e comprar blocos porque adoro cadernos). Com os filhos há todo um novo mundo de material escolar a entrar novamente cá em casa. A parte menos engraçada é que agora sou eu a pagar.

 

Apesar de adorar tudo, a verdade é que também gosto de incentivar os miúdos a estimar o material para não se gastar dinheiro desnecessariamente. Por exemplo, as canetas Giotto do ano passado estavam impecáveis e foram aproveitadas. Agora que penso, que coisa é esta dos professores ora quererem canetas da mesma marca grossas, e de escrita fina, e de escrita média, e ponta para a esquerda e para a direita? Pediram lápis de marca e características diferentes e já não deu para aproveitar os do ano passado.

 

A verdade é que não basta ter um material. Isso queriam vocês. Há depois toda uma fase de trabalhos manuais. Após reunido todo o material escolar e os livros (que este ano tive sorte e consegui poupar algum porque os manuais do primeiro ano são gratuitos, como já vos tinha dito) há que marcar (aqui vai tudo corrido a caneta de acetato ou então etiquetas) e depois encadernar (ou plastificar, talvez seja este o termo mais correto).

 

Em miúda já plastificava os meus livros e agora continuo a tarefa mas para os filhos. Utilizo aquele papel autocolante transparente e já tenho toda uma técnica para não colar mal.

 

Este ano alinhei os livros dos miúdos (o mais novo tem poucos) e toca de aviar aquilo. Os primeiros três foram uma aventura porque os miúdos ainda estavam acordados e ficaram fascinados a ver-me fazer aquilo (até parece ciência ou qualquer coisa do género). Claro que depois com a brincadeira em menos de nada já tinha papéis e carrinhos por cima, bocados de cartão, enfim, toda uma parafernália de coisas ali perto da "área perigosa" (isto é, a zona autocolante). Depois de irem dormir lá me dediquei sozinha aos livros. O marido deixou um beijo de "boa sorte, diverte-te", ao que eu prontamente respondi: "eu até gosto de fazer isto. É um meu momento mindfulness". E ele apenas respondeu com um arrastado: "okkkkkk..." (como quem diz que eu não devia bater bem por gostar daquilo)

 

A verdade é que o meu momento mindfullness durou até ao 7º livro. Não só porque comecei a atividade tarde como o papel já era pouco. Resultado? Os últimos dois livros têm mais bolhas do que sei lá o quê e há três que ficaram sem papel. Passado mais de 1h30 à volta de materiais escolares já não estava a achar assim tão engraçado. E pensar que a professora do mais velho já pediu ajuda para destacar umas coisas dos livros. Já estou a imaginar o meu programa do próximo fim de semana. Ahhhh... a maravilha do regresso às aulas.

 

É por isso que há pais que se sentem assim:

 

A nossa experiência no Real Marina Residence

Ba 16.08.16

002home.jpg

Sabem aquela sensação de que já foi meio mundo de férias menos nós? É como me sinto. Vou gerindo os miúdos em casa com o trabalho mas férias mesmo férias ainda nada. Foi então que me lembrei de aproveitar um fim de semana e sair um pouco da rotina para espairecer. Para ter aquela sensação de que estamos de férias, mesmo que seja só um fim de semana.

 

Os miúdos andavam ansiosos por ir experimentar os escorregas de água no Algarve e por isso pensei juntar o útil ao agradável. Problema? Conseguir marcar um fim de semana assim em cima da hora. Para todos os locais que ligava estava tudo cheio (o que é claramente um bom sinal), ou então só tinham disponíveis penthouses e coisas do género. 

 

Como eramos 5 pessoas - 3 adultos e 2 crianças - pensei que talvez fosse melhor um apartamento. No entanto, também confesso que me apetecia um pouco a comodidade de ter pequeno-almoço incluído e uma piscina. E foi assim que cheguei ao Real Marina Residence, que fica em Olhão. Para nós era perfeito. Tinha todas as facilidades de um apartamento mas com o apoio do Real Marina Hotel & SPA.

 

O Real Marina Residence está muito bem localizado, ao lado marina de Olhão e do Parque Natural da Ria Formosa. Para ir à praia tem de se ir de barco para a Ilha da Culatra, Farol ou Deserta. O próprio hotel tem disponível um barco que leva os hóspedes para qualquer uma das ilhas (este serviço é pago à parte).

 

No Real Marina Residence há apartamentos que vão do T1 ao T3 e todos têm cozinhas inteiramente equipadas. Tem mesmo tudo: pratos, copos, talheres, esfregona, balde, ferro de engomar, frigorífico, forno, micro-ondas, torradeira, etc. No fundo, é como estar em casa mas de férias. 

 

No hotel, que faz parte do complexo do Real Marina, existem todas as instalações e comodidades de um hotel de 5 estrelas, incluindo piscinas, restaurantes panorâmicos, bares, acesso à Internet, um ginásio totalmente equipado, zona para as crianças, e um Spa Thalasso. Os hóspedes podem beneficiar de tudo isto mediante uma taxa adicional. Nós ficámos num T3 e utilizamos também os serviços do hotel e posso dizer-vos que foi óptimo. Adorámos a experiência.

 

Os meus filhos falam até hoje da casa de férias e já querem voltar. Para quem viaja em família esta pode ser, de facto, uma excelente opção. E eu confesso que não me importava já de regressar no próximo fim de semana.

 

Fica a dica!

 

A primeira vez dos miúdos no Aquashow

Ba 02.08.16

Aquashow.JPG

Há vários meses que o meu filho mais velho andava a pedir para ir ao Aquashow, no Algarve. E, finalmente, foi no fim de semana que resolvemos o desejo do pequeno. 

 

Assim que chegámos e ele começou a ver todos os escorregas, bóias, e afins, ficou super excitado. Queria andar em tudo. Escolhemos um sítio perto da Aqualândia para nos instalarmos e lá fomos nós a banhos e aventura. Ele foram escorregas infantis entre entre polvos, sereias e cogumelos gigantes. Houve tempo para escorregas rápidos, Rio Lento, Piscinas de Ondas e até tirar fotografias com mochos e tartarugas (as cobras os miúdos acharam melhor ver de longe).

 

Foi super difícil conseguir convecê-lo a sair. Ficou encantado da vida e, desde então, já só me pergunta quando voltamos ao Aquashow. 

 

Dicas:

1) Além do fato de banho, toalha, chinelos, t-shirt, aconselha-se que leve também protetor solar, chapéu-de-sol, boné. 

2) É permitido levar comida e bebida. Embora não se possa entrar com vidros (p.e. garrafas) ou outros objetos cortantes. 

3) Não é permitido nas piscinas e escorregas a utilização de fíos, anéis, pulseiras, relógios, brincos, óculos, telemóveis, câmeras fotográficas ou de video.

4) Para bebés é obrigatório a utilização de fraldas apropriadas para piscina.